Produto adicionado com sucesso!

Os espumantes mais respeitados do país.

ESPUMANTES EM DESTAQUE

Errazuriz Don Maximiano Founders Reserve 2016 750 mL - Grand Cru Vinhos

Sold out
Errazuriz Don Maximiano Founders Reserve 2016 750 mL - Grand Cru Vinhos

Sold out
Errazuriz Don Maximiano Founders Reserve 2016 750 mL - Grand Cru Vinhos

Sold out
Errazuriz Don Maximiano Founders Reserve 2016 750 mL - Grand Cru Vinhos

Sold out

A HISTÓRIA DA VINÍCOLA

O chileno Mario Geisse, enólogo e engenheiro agrônomo, chegou ao Brasil em 1976 para dirigir uma das maiores Casas de Champagne do mundo que começava as suas atividades no país. Com o objetivo de estudar o solo e o clima da Serra Gaúcha, em busca do melhor terroir para a produção de espumantes finos, encontrou Pinto Bandeiro. Três anos depois, fundou a Cave Geisse, hoje a vinícola que produz os espumantes mais respeitados do país. Mario Geisse se divide entre vinícolas que ainda mantém no Chile e na Argentina, mas seus filhos Daniel e Rodrigo Geisse ajudam o pai a comandar a respeitada vinícola. Muitos críticos dizem que o primeiro vinho pontuado por Robert Parker do Brasil vai ser um espumante produzido pela Cave Geisse. Se não podemos afirmar com precisão, sabemos que será uma das grandes vinícolas do Novo Mundo, como disse a Master of Wine Jancis Robinson.

PINTO BANDEIRA


Com a ideia de aproveitar ao máximo as características ideais da microrregião de Pinto Bandeira, Geisse optou por implantar em todos seus vinhedos o sistema de espaldeira, trabalhando com índices de produção controlada. Este ato foi considerado um dos marcos da viticultura brasileira na busca de qualidade, já que foi o primeiro vinhedo de espaldeira de Chardonnay da região.

De todo o espaço da vinícola, pouco mais de 36 hectares são destinados à produção. Isso corresponde a menos da metade de toda a propriedade da família. Mas, por que somente este espaço é plantado? Porque nestes hectares encontra-se o melhor solo, com as características essenciais para cultivar uvas Pinot Noir e Chardonnay de excelente terroir. Hoje, 100% dos vinhedos Geisse em Pinto Bandeira são tratados de maneira ecoeficiente, sem utilização de agrotóxicos. O manejo é feito através da aplicação do sistema TPC (Thermal Pest Control), permitindo estar em total harmonia com o meio ambiente e obtendo matéria prima de melhor qualidade.

MARIO GEISSE


O enólogo cresceu em Limari, uma região produtora de uva para pisco, no Chile, 400 quilômetros ao norte da capital Santiago. Da sua infância recorda o memorável verão de 1957, quando conheceu o senhor Perico, no povoado de Caleu, que lhe ensinou a fazer vinhos e mostrou toda a magia que envolve a arte de beber entre amigos. Mario sempre gostou da vida no campo e, por isso, decidiu estudar agronomia e especializar-se em vinicultura. “Não sou uma pessoa de escritório”, observa. “Preciso estar em movimento, sou um itinerante e o vinho me proporciona isso”.

 

Após anos de dedicação e pesquisa de solos, fundou em Pinto Bandeira a Vinícola Família Geisse. Vanguardista ao optar pelas espaldeiras altas, ele hoje divide seu tempo entre Brasil, Chile e outros países. Em seu país natal, mantém o cultivo de uvas destinadas à produção de vinhos de alta qualidade, como Carménere e Cabernet Sauvignon, cujo terroir fica na da região de Marchigue no Valle Colchagua.

CONHEÇA MAIS SOBRE A LINHA DE ESPUMANTES VICTÓRIA GEISSE:

Foi no Rio Grande do Sul que os proprietários de pequenas vinícolas brasileiras conseguiram o que parecia impossível: criar a primeira denominação geográfica de origem para os vinhos finos que estavam sendo produzidos em Pinto Bandeira, uma região bastante especial da Serra Gaúcha. Assista ao lado.

CONFIRA OUTROS VINHOS DO SITE

VINHOS TINTOS

a partir de R$ 50

VINHOS BRANCOS

a partir de R$ 50

VINHOS ROSÉS

a partir de R$ 50

[time] atrás, de [location]
Você se inscreveu com sucesso!